A Prayer for My Daughter

the poem contains ten stanzas of eight lines each: two rhymed couplets followed by a quatrain of closed rhyme. Muitos dos pares de rimas usam rimas. A estrofe pode ser vista como uma variação de ottava rima, uma estrofe de oito linhas usada em outros poemas Yeats, como entre as crianças da escola e vela para Bizâncio.

a análise métrica do poema, de acordo com Robert Einarsson, é difícil porque ele acredita que Yeats adere a “motivos rítmicos” ao invés do uso tradicional de sílabas em seu medidor. Na estrofe dois, Einarsson aponta casos em que a métrica do poema contém exemplos de anfíbráquicos, pirrhicréticos e pés espondaicos. Ele argumenta que a complexidade do verso de Yeats segue padrões de seus “metremes”, ou motivos rímicos, ao invés de dispositivos métricos comuns.

O poema também pode ser lido para consistir de versos iâmbicos simples que se baseia em dispositivos métricos comuns, tais como a Elisão, linhas acéfalas, promoção e inversão Metrica. As linhas 1, 2, 3, 5 e 8 de cada estrofe são pentâmetro iâmbico; as linhas 4, 6 e 7 são tetrametro iâmbico. Por exemplo, usando princípios tradicionais da scansion, estrofe, dois podem ser verificadas como mostrado abaixo, onde as sílabas em todos os caps representam métrica batidas, minúsculas sílabas representam métrica fora-de-batidas, a barra vertical representa o término de uma métrica de pé, e apóstrofos representam palavras omitidas. O número de pés métricos por linha é marcado entre parênteses no final de cada linha:

eu’ave ANDOU | e OROU | para ISSO | CRIANÇA | uma HORA (5)
e OUVIRAM | o MAR | o vento GRITAR | a | a TORRE, (5)
e E- | er th’ARCH- | es DO | a PONTE | e GRITAR (5)
em th’ELMS | acima | a INUNDAÇÃO | ed FLUXO; (4)
imAG- | ‘ning EM | exCIT- | ed REV- | erIE (5)
QUE | FUT- | ure ANOS | tinha CHEGADO, (4)
DANC- | ing PARA | uma FRENZ- | ied TAMBOR, (4)
de | o assassino será con- | ‘rous INN- | ocence DE | para o MAR. (5)

Deixe um comentário